A Associação Brasileira de Dislexia – ABD, que há mais de trinta anos vem atuando ativamente na divulgação de conhecimento científico sobre a Dislexia e outros Transtornos de Aprendizagem através de Cursos, Palestras, Workshops, para profissionais da área de Educação e Saúde, assim como palestras de sensibilização, orientação e apoio a familiares e público em geral, teve também a oportunidade de, ao longo dos anos, aperfeiçoar a avaliação multi e interdisciplinar graças ao grande número de pacientes que a procura proveniente de muitas regiões do Brasil e de diferentes condições socioeconômicas, graças ao trabalho social que buscamos realizar.

Este fator nos permitiu compilar um Banco de Dados sobre pacientes de diferentes idades, condições sociais, regiões, de escolas públicas e privadas que apresentavam dislexia pura ou atuante em comorbidade com algum outro transtorno de aprendizagem. Em muitos outros casos, a dislexia ainda não pôde ser diagnosticada devido a não conclusão do processo de alfabetização do paciente, razão pela qual também possuímos a Base de Dados das crianças avaliadas como de “risco para dislexia” (crianças de risco).

Os dados destes pacientes já foram cedidos pela ABD a varias Instituições de Ensino Superior com a finalidade de colaborar em artigos, teses de Mestrado, Doutorado e Pós-Doutorado nacionais e internacionais.

Em 2016 a ABD deu mais um passo importante no sentido de colaborar e participar ativamente dos estudos e trabalhos científicos de Instituições Públicas e Privadas que atuem na área de Educação, Inclusão e Saúde.

Tomou posse a Comissão Científica da ABD que apresentou as novas normas para a participação em trabalhos científicos de pacientes que constam em seu Banco de Dados ou que venham a ser convocados para uma pesquisa específica e que tenham sido ou que serão avaliados por profissionais atuantes na ABD.

 

 

COMISSÃO CIENTÍFICA – ABD

Coordenação

  • Maria Ângela Nogueira Nico – Vice Presidente – ABD, fonoaudióloga e psicopedagoga clínica.

 

Internacionais

 

 

Nacionais

 

 

 

add 2 comments on “Parcerias Científicas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

keyboard_arrow_up^
PageLines